5 dicas de UX para criar uma ótima experiência para seus convidados

É impossível projetar a experiência de um usuário ou, neste caso, de um convidado em um evento. No entanto, podemos delinear os elementos pelos quais os convidados formarão essa experiência e, esperamos, suas boas lembranças.

Projetar os elementos adequados é um dos objetivos principais da prática de UX design (user experience design, ou design da experiência do usuário), e é fundamental para o sucesso de projetos de inovação e tecnologia.

Em resumo, a intenção de uma equipe de UX é identificar os vários pontos de contato de um usuário com um serviço ou produto. E, a partir disso, criar os elementos – funcionais, estéticos e comunicacionais – adequados para tornar a experiência das pessoas fácil e encantadora.

Vamos para um exemplo: ao usar um serviço de transporte por aplicativo, uma pessoa irá interagir com o software (app) instalado em seu celular, com o motorista, com o veículo e, eventualmente, com serviços de suporte por telefone. O objetivo da equipe de UX é compreender as necessidades da pessoa ao interagir com cada um desses pontos de contato e criar elementos que proporcionem uma boa experiência. Assim, o aplicativo precisa ser rápido, estar na língua do usuário e facilitar fluxos de localização e pagamento; o motorista precisa ser instruído a como interagir com o passageiro, como proceder em caso de imprevistos etc; e, por fim, o veículo deve estar em condições adequadas de conforto e segurança. Afinal, quando alguém usa um serviço de transporte por aplicativo, seu objetivo não é usar o aplicativo, mas sim ir de um lugar para outro de maneira confortável, segura e fácil.

Pensando em tudo isso, neste texto reunimos 5 dicas de UX para ajudar você a criar uma ótima experiência para os seus convidados.

1. Identifique os diferentes perfis de convidados

Se você está organizando uma festa de casamento, por exemplo, é provável que seu público seja bastante diverso. Portanto, você pode organizar o espaço de modo a facilitar o acesso das pessoas mais velhas e delimitar uma área onde as crianças possam brincar sem se aproximarem de objetivos e lugares perigosos, por exemplo. Você também pode verificar se há pessoas vegetarianas ou veganas em sua lista de convidados e, então, garantir que o cardápio tenha opções adequadas para todo mundo.

Receba presentes em dinheiro de forma divertida e fácil

2. Coloque-se no lugar do outro

Ao se colocar no lugar dos diferentes perfis de convidados, você pode identificar pontos de atenção e oportunidades para tornar a experiência de cada um deles mais agradável ainda. É possível verificar desde coisas mais simples, como a decoração da mesa – garantindo que flores e objetos não fiquem no campo de visão das pessoas sentadas –, até pontos mais importantes, como variedade do cardápio, facilidade de acesso ao local, distribuição dos buffets e bares – para evitar que se formem filas – e até a disponibilidade de transporte para que os convidados não precisem se preocupar com dirigir depois da festa.

3. Mapeie a jornada dos convidados

Mapear a jornada do usuário ou, no nosso caso, a dos convidados, é uma ação fundamental para providenciar e organizar os elementos-chave de uma ótima experiência. A jornada do convidado pode ser entendida como o passo a passo do convidado do evento. E atenção: é importante não confundir a jornada com o cronograma. Apesar de estarem relacionados, eles não são a mesma coisa.

Para mapear a jornada, comece selecionando um perfil de convidado e liste as suas interações com o evento. A partir do momento em que ele recebe o convite até o momento em que ele vai embora da festa. Lembre-se de que a lista provavelmente vai começar com ações do tipo “confirmar presença”, “comprar presente”, “decidir como ir ao evento”; vai passar por ações como “encontrar um lugar para sentar”, “encontrar a mesa do jantar”, “cumprimentar os anfitriões”, “ir ao banheiro”, “assitir o show”; e vai até “despedir-se dos anfitriões e convidados”, “decidir como ir embora”. Em cada uma das ações e para cada um dos perfis, você pode providenciar elementos que facilitem e melhorem a experiência do convidado ao realizar uma ação. Um exemplo muito simples de solução é deixar bem visível onde ficam os banheiros do local.

4. Faça uma matriz CSD

Construir uma matriz com Certezas, Suposições e Dúvidas (CSD) sobre seus convidados e sobre cada momento do evento pode ajudar a organizar as atividades que precisam ser feitas. Com isso, ela também torna evidentes os pontos nos quais você precisará de ajuda ou aqueles que precisará investigar melhor antes de tomar uma decisão. Um exemplo fácil para entender o funcionamento da matriz é pensar o seguinte sobre o cardápio:

  • Certeza: a maioria dos convidados não tem nenhuma restrição alimentar.
  • Suposição: suponho que algumas pessoas podem ter alguma restrição ou preferência.
  • Dúvida: quantas pessoas são vegetarianas ou veganas ou possuem alguma alergia alimentar?

5. Observe com atenção

Procurar na internet referências de eventos semelhantes ao seu pode ser fundamental para ter ideias e iniciar o planejamento, mas uma prática importante é observar com atenção as pessoas e a organização dos eventos em que você tiver a chance de ir. A partir de agora, comece a reparar em como as coisas estão organizadas, como as pessoas se comportam, se há perfis diferentes e como suas necessidades estão sendo ou não atendidas. Uma ferramenta importante de UX é a observação consciente das pessoas e de suas interações entre si, com objetos e com o espaço. Perceber, por exemplo, se há filas e tentar entender porque elas estão se formando é uma ação fundamental para ter ideias de como evitá-las.