3 dicas para fazer uma lista de convidados mais enxuta

Ah, a lista de convidados. Qual casal não passa muitas horas e muitos dias discutindo quem entra e quem sai dela? Com certeza elaborar a lista de convidados é uma das tarefas mais importantes e complicadas a serem resolvidas no planejamento de um casamento. Então, pensando em ajudar você nessa empreitada, reunimos algumas dicas para elaborar uma lista mais enxuta, o que é fundamental se o orçamento estiver apertado ou se a preferência for por uma cerimônia mais intimista.

1. Crie uma planilha e organize os convidados em grupos

Uma prática que pode ajudar na montagem da lista é organizar todos os convidados em grupos, por exemplo: padrinhos, familiares, amigos e parentes. Uma sugestão para facilitar essa atividade é criar uma planilha com três colunas: nome do convidado, quantidade de acompanhantes e grupo que eles pertencem.

Também não tenha pressa de concluir ou se lembrar de todos os nomes de uma vez. Planeje-se de forma que você tenha pelo menos algumas semanas para pensar nas pessoas e conversar com seu(sua) parceiro(a) para montar a lista.

Uma vez que terminar essa organização, poderá fazer o exercício de enxugar a lista mais facilmente, começando por grupos como parentes e amigos, por exemplo.

Receba presentes em dinheiro de forma divertida e fácil

2. Estabeleça critérios objetivos

Retirar nomes da lista é a parte mais chata e vai demandar paciência, compreensão, racionalidade e calma.

Para simplificar esse processo, nossa sugestão é começar listando critérios: regras que vão definir se uma pessoa permanece ou sai da lista. Alguns exemplos são: Convidar pessoas até certo grau/relação de parentesco. Por exemplo: todos os familiares a partir dos avós não serão convidados. Ou seja, tios e primos dos seus pais não entram na lista; Considerar a frequência com que você interage com as pessoas. Por exemplo: ter conversado (mesmo que não pessoalmente) com o potencial convidado há, no máximo, X meses; Limitar a quantidade de convidados do trabalho às pessoas mais próximas. Por exemplo: convidar somente a equipe com quem você interage todos os dias;

É essencial que os critérios sejam aplicados de forma justa e equilibrada. Não vai funcionar aplicá-los somente para os convidados de um membro do casal.

3. Considere o quanto esta pessoa participa da vida de vocês

Um aspecto importante a considerar nos casos em que pairar dúvida é o quanto uma pessoa participa da vida de vocês. Afinal de contas, o casamento é uma celebração cujo objetivo é a união do casal. Eventualmente, algumas pessoas, mesmo que próximas no dia a dia, acabam não participando da história de vocês, e talvez não precisem participar deste evento. E o contrário também pode acontecer: alguém que vocês interagem raramente, mas foi fundamental para a história do casal começar.

Considerando essa dica, algo muito prático a ser feito é eliminar o “+1” (se você assistiu “How I Met Your Mother”, essa dica vai trazer lembranças). O “+1” é aquela ideia de permitir que convidados confirmem a presença deles mesmos e levem mais alguém (geralmente um acompanhante que você não conhece). Então, se a ideia é ter uma lista enxuta, é importante informar que os convites são individuais e não permitir a confirmação de mais pessoas.

No fim, o mais importante não é a quantidade de convidados, mas sim ter as pessoas que você mais gosta participando de um dos momentos mais importantes da sua vida!